CoQ10, saiba oque é esse Suplemento.

          CoQ10 ou CoenzimaQ10, é um poderoso antioxidante intracelular regenerável e bioenergético. Está presente no corpo na forma reduzida (ubiquinol) e como oxidada (ubiquinona). Sua forma reduzida, o ubiquinol, também é um antioxidante e está presente em todas as células sintetizada endogenamente, além de através da ingestão de alimentos. Age como um portador de elétrons e prótons na cadeia respiratória mitocondrial (necessário na produção de ATP).  A CoQ10 age então como um antioxidante, apoiando a regeneração de outros antioxidantes, influenciando a estabilidade, fluidez e permeabilidade das membranas, estimulando o crescimento celular e inibindo a apoptose celular.

        Sabemos que as espécies reativas de oxigênio (ERO) são formadas durante o metabolismo normal, por processos enzimáticos e não enzimáticos, e continuamente, causam danos oxidativos a lipídios, proteínas e ácidos nucléicos celulares. Para se protegerem contra a oxidação, os organismos contam com mecanismos químicos e enzimáticos, muito influenciados pelos nutrientes provenientes da dieta. O exercício físico é uma condição que exerce influência sobre o balanço entre ataque oxidativo e mecanismo de defesa antioxidante, condição conhecida como estresse oxidativo, uma vez que durante o exercício físico ocorrem várias reações químicas que implicam na formação de ERO.

          Quando as membranas celulares são oxidadas, o ubiquinol é o primeiro antioxidante a ser consumido. Além disso, a formação de lipídios oxidados e o consumo de α-tocoferol são suprimidos na presença de ubiquinol.

          A CoQ10 tem sido utilizada como suplemento dietético e em conjunto com medicamentos em várias situações, incluindo doenças cardiovasculares, câncer, doenças neuromusculares degenerativas e diabetes. Portanto, o consumo deste potente agente oxidante, através de sua interação nas vias metabólicas contribuem para a recuperação muscular após realização dos exercícios e no combate aos EROs que são formados pelo aumento de tecido adiposo.

 

 

gessica

Géssica A. Fraga CRN 1/9139

Pós graduada em Nutrição Clínica Funcional/ VP

Mestrado em Educação Física/ UFMT

Contato: (65) 99910-4565

Leia Mais

Treinamento de Força e Hipertrofia Muscular

 

Treinamento de força e Hipertrofia muscular

.

 

Treinamento de força

 

            O treinamento de força, também denominado de treinamento com pesos, treinamento resistido ou musculação, apresenta inúmeros objetivos, estes com fim no próprio treinamento ou como meio para se alcançar determinado desempenho esportivo. Dentre os possíveis objetivos para a prática do treinamento de força, temos: estético (quando o indivíduo geralmente busca aumentar a massa muscular e reduzir a massa gorda), profilático (praticado por indivíduo saudável, não atleta e que busca no treinamento de força a manutenção da saúde), terapêutico (treinamento com o objetivo de cura e/ou auxílio no tratamento), recreativo (o indivíduo pratica o treinamento como forma de higiene mental, socialização, redução do estresse e lazer), treinamento (o indivíduo pratica o treinamento de força como complemento ao seu treinamento – por exemplo: jogador de voleibol que treina com pesos para a melhora do desempenho; ou o próprio treinamento de força se confunde com a modalidade esportiva, por exemplo: fisiculturismo, levantamento de peso olímpico, competições de supino, agachamento, levantamento terra, etc.).

 

Hipertrofia muscular

 

            A hipertrofia muscular pode ser entendida como o aumento no tamanho das fibras musculares, que geralmente ocorre com o treinamento de força, alimentação adequada e descanso ideal. Fatores como número de séries, número de repetições, intervalo de descanso entre as séries e exercícios, intensidade de treino e frequência semanal estão diretamente relacionados à maior ou menor capacidade de estimular a hipertrofia muscular.

Séries (Volume)

            O número de séries é um fator importante quando se pensa em hipertrofia, nesse sentido, Rhea et al. (2003) verificaram que os sujeitos que treinaram com séries múltiplas apresentavam mais hipertrofia do que aqueles com séries simples.

Repetições

            Campos et al. (2002) investigaram a influência do número de repetições sobre a hipertrofia muscular, analisaram três grupos (baixo número de repetição 3-5 reps; intermediário 9-11 reps, alto número de repetições 20-28 reps). Os autores sugerem que número de repetições entre 3-11 são o suficiente para o desenvolvimento das adaptações musculares em sujeitos previamente destreinados. No entanto, quando se fala em indivíduos treinados o número de repetições é variável.

Intervalo de descanso

            Em relação ao tempo de descanso, De Salles et al. (2009) relataram que os intervalos entre as séries de 30-60 segundos são uma ótima alternativa para estimular a hipertrofia muscular. No entanto, há sugestões de intervalos de descansos mais curtos, algo entre 30 a 45 segundos, para maximizar a hipertrofia muscular de indivíduos ectomorfos/longelíneos.

Intensidade

            A intensidade ideal para a hipertrofia muscular é dependente do nível de treinamento, ou seja, sujeitos menos treinados respondem a menor intensidade (algo em torno de 60% de 1 repetição máxima – 1RM – ou, aproximadamente 12 repetições máximas) enquanto que indivíduos treinados necessitam de maior intensidade (em torno de 80% de 1RM ou, aproximadamente 8 repetições máximas) nos treinos (RHEA et al., 2003). Para Fry (2004) a hipertrofia máxima ocorre com intensidades entre 80-95% de 1 RM.

Frequência semanal

            Rhea et al. (2003) verificaram que sujeitos destreinados apresentam uma relação dose-resposta melhor quando treinam cada grupo muscular três vezes na semana, enquanto que indivíduos treinados respondem melhor quando treinam cada grupo muscular apenas duas vezes na semana, desta forma, vemos que não há necessidade de se treinar o mesmo grupo muscular mais vezes na semana e aguardar com isso maior hipertrofia e/ou força muscular.

 

treinamento de força hipertrofia muscularProf. Adilson Reis Filho CREF 568 G/MT Instagram: @reisfilho

Graduado em Educação Física (UFMT); Pós-Graduação em Fisiologia do Exercício (FACINTER); Pós-Graduação em Reabilitação Cardíaca e Grupos Especiais (UGF); Pós-Graduação em Envelhecimento e Saúde (UFMT); Mestre em Biociências (UFMT)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Referências

De Salles, B.F. et al. Rest interval between sets in strength training. Sports Med 2009; 39(9):765-777.

Rhea, M.R.; Alvar, B.A.; Burketi, L.N.; Ball, S.D. A meta-analysis to determine the dose response for strength development. Med Sci Sports Exerc 2003; 35(3):456-464.

Fry A.C. The role of resistance exercise intensity on muscle fibre adaptations. Sports Med 2004; 34(10):663-679.

Campos, G.E.R. et al. Muscular adaptations in response to three different resistance-training regimens: specificity of repetition maximum training zones. Eur J Appl Physiol (2002) 88: 50–60.

Leia Mais

Como ganhar músculo com Dieta Vegana ? Saiba mais sobre o Veganismo ou Dieta Vegana

 

Como ganhar músculo com dieta vegana ?

 

dieta-vegana-como-ganhar-músculo-daniel-meyer

Como ganhar músculo com a dieta vegana ? A dieta vegana ou veganismo é uma filosofia e estilo de vida que busca excluir todas as formas de exploração e crueldade contra animais na alimentação, vestuário e qualquer outra finalidade. Existem vários fatores que influenciam pessoas a realizarem a dieta. Dentre elas estão: religião, preocupação com o meio ambiente e com a fome mundial e questões éticas.

Na dieta vegana, na alimentação significa excluir produtos de origem animal e seus derivados, ou seja, carnes de todos os tipos, ou alimentos que contenham qualquer resíduo de leites, queijos, ovos, mel, banha, manteiga, dentre outros.

Você deve estar se perguntando: mas se os Vegans não comem nada de origem animal então como eles adquirem as proteínas , tão importantes para a formação dos nossos tecidos, para o sistema imunológico, e tantas outras funções no nosso organismo?

Calma, nem tudo está perdido! Nossa alimentação é muito rica e cheia de opções. Muitas verduras e legumes, cereais integrais, feijões e leguminosas, cogumelos, algas e algumas frutas também contém proteínas, e podem nos fornecer uma boa quantidade delas sem a necessidade de consumir produtos de origem animal. A quantidade de proteína que você precisa na sua alimentação depende muito da atividade física que você pratica e do seu peso (estas quantidades ainda são muito discutidas no meio científico).

Atletas e praticantes de diversos tipos de atividades físicas também podem ser veganos e manter um ganho de massa muscular adequado para seu objetivo. Para isso, além de consumir os alimentos na forma in natura, dependendo do atleta e do seu objetivo, também é usada a suplementação à base de proteína vegetal, um grande exemplo é a Proteína da Ervilha ou Pea Protein. No mercado temos disponíveis alguns tipos como a proteína isolada de soja, de arroz, de ervilha, dentre outras. É necessário sempre obter o máximo de nutrientes de forma natural e suplementar apenas o necessário para atingir as quantidades de macronutrientes determinados pelo nutricionista.

Estudos mostram que as dietas veganas são ricas em fibras, porém a maioria dos veganos apresentam baixa ingestão de vitamina B12 e Cálcio (quando não orientados adequadamente). Além dessas deficiências existem vários outros fatores e cuidados que devem existir na alimentação de um vegano. Por isso, é essencial procurar um nutricionista que possa fazer uma orientação adequada e se necessário suplementar macro e micronutrientes deficientes. Atletas veganos também devem ter um acompanhamento nutricional mais detalhado ainda, com o objetivo de melhorar a sua performance e qualidade de vida através da alimentação.

Se você é vegano ou se identificou e deseja se tornar vegano procure a Clínica Integral Saúde, temos a orientação nutricional adequada para sua saúde. Agende uma consulta, ligue: 30285665 ou 36215665.

ira-arruda-nutricionista

Nutricionista Ira Arruda CRN 1157-MT
Instagram: @iranutrifuncional
Clinica Integral Saúde
Cuiabá – MT

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Referências bibliográficas:

Key TJ, Appleby PN, Rosell MS. Health effects of vegetarian and vegan diets. Proceedings of the Nutrition Society (2006), 65, 35–41.

Obeid MS, Marangon AFC. Comparação de parâmetros nutricionais entre praticantes de treinamento resistido vegetariano, vegano e onívoro. Faculdade de Ciências da Educação e Saúde. Curso de Nutrição. Brasília, 2015.

Pereira CHC, Gomes AR, Morais JÁ, Tonetti TC, Andr DEG. Qualidade nutricional de dietas de lactovegetarianos, ovolactovegetarianos e vegans. Rev. Nutrire, vol.36, n. suplemento (11º Congresso Nacional da SBAN), p.93-93, 2011.

 

 

 

Leia Mais

Aminolast Gaspari Nutrition – O mais completo BCAA em pó

AMINOLAST GASPARI NUTRITION

Aminolast Gaspari Nutrtion

Aminolast Gaspari Nutrition é o BCAA EM PÓ mais vendido da conceituada marca americana de Suplementos Alimentares, Gaspari Nutrition

Aminolast Gaspari Nutrition foi desenvolvido pelo time de pesquisadores da Gaspari Nutrition que passou longos dois anos desenvolvendo o Aminolast, baseando-se nas mais recentas pesquisas. Após anos de pesquisa para criar o Aminoast, chegou a um concentrado blend de aminoácidos com excelente sabor, sem corantes sintéticos, com o que há de melhor de matéria-prima que lhe garante uma melhor recuperação muscular, maior resistência, aumento da massa magra e desempenho físico.

Aminolast contém com altas doses de BCAA, peptídeos enriquecidos com leucina e sais minerais para evitar cãibras e manter a hidratação e o AMINOJECT que ajudam os músculos a se livrarem de toxinas que podem causar fadiga. Com uma única dose de Aminolast é o suficiente para você sentir a diferença nos seus treinos. Cada dose de Aminolast tem 10 gramas de aminoácidos.

O Aminolast é o BCAA em pó que atende todas as modalidades esportivas como: Musculação, Corrida, Crossfit, Natação, Ciclismo, MMA, Triathlon.

 

BENEFÍCIOS DO AMINOLAST

Alta dose de BCAA por porção
Recuperação muscular e resistência
Reduz as dores dos treinos intensos
10g de aminoácidos
Eletrólitos anti-cãibras.
Sem corantes sintéticos
Sem açúcar

 

 AMINOLAST GASPARI COMO TOMAR

Tomar 01 medidor do Aminolast com 300 a 500 ml de água no seu pré-treino, durante o treino, pós-treino ou junto com as refeições. Particularmente eu gosto de tomar o Aminolast junto as refeições, no lugar de suco. Já que ele apresenta um excelente sabor e junto a refeição ele é absorvido 100% pelo organismo e vai diretamente para o músculo. O ideal é você ter a orientação do seu nutricionista para respeitar a sua individualidade.

 

 

Leia Mais

Reaction Hpro – Proteína Isolada e Hidrolisada

Reaction HPRO da ADS LAB

Reaction HPRO

REACTION HPRO da ADS LAB é um pó para preparo de bebidas rico em proteínas. Fornece proteínas isolada e hidrolisada do soro do leite (whey protein isolada e whey protein hidrolisada), consideradas de alto valor biológico, uma vez que fornecem todos os aminoácidos essenciais, que o nosso organismo não é capaz de produzir. 

Além do seu uso para praticas esportivas, aumento de massa magra e redução de gordura corporal, o REACTION HPRO é um pó para preparo de bebidas indicado também para a prática clínica, podendo ser utilizado para pacientes que demandam maior consumo de proteínas como em casos de traumas, queimaduras e pós-operatório e tratamentos de doenças crônicas degenerativas.

O grande diferencial de Reaction HPRO se deve ao fato de ser 100% natural por ser acrescida de Xilitol, um carboidrato de baixo índice Glicêmico e a Stévia – Reb A (Glicosídeos de Esteviol). Reaction HPRO é Whey Protein Isolada e Hidrolisada, sem Acúcares, sem Gordura, sem Aspartame, sem Glúten e sem Corantes Artificiais.
Benefícios do Xilitol contido em Reaction HPRO: o xilitol é um adoçante com propriedades bastante peculiares – como redução da incidência de cáries, substituição da glicose na dieta de diabéticos, eficácia no tratamento e na prevenção da osteoporose e de doenças respiratórias.

Benefícios do Reb A (Glicosídeos de Steviol) encontrados na Reaction Hpro: é um adoçante 100% natural com valor calórico ZERO.

A
Reaction HPRO segue as fortes tendências de Whey Protein sem edulcorantes artificiais, com adoçantes naturais como Xylitol e Stevia. É um suplemento protéico que caiu no gosto dos médicos e nutricionistas, por só trazer benefícios a saúde de quem utiliza.

O paladar da Reaction Hpro é mais suave, para que o gosto da proteína não fica muito tempo no paladar e acabar não enjoando da proteína.

BENEFÍCIOS DO REACTION HPRO

100% natural.
Com adoçantes naturais (xilitol e reb A – estévia) e xilitol (carboidrato de baixo índice gligêmico);
Fonte de cisteína, aminoácido percursor de glutationa;
Contém imunoglobulinas, proteínas fundamentais para a melhoria do sistema imunológico;
20% de proteínas hidrolisadas.
Com matéria-prima Glanbia. 
Sem corantes artificiais
Livre de gorduras;
Microfiltrado a frio (CFM): processo que garante a pureza e valor biológico das proteínas;

 

SUGESTÃO DE USO DO REACTION HPRO

Como a Reaction HPRO é uma proteína de rápida absorção o ideal é usar imediatamente após o treino ou antes. Pode ser utilizado também em alguma refeição que não tenha a ingestão de proteína. No café da manhã junto com alguma fruta. Mas pela individualidade de cada um, o correto é você ter a orientação de um nutricionista para adequar o uso da REACTION HPRO em sua dieta.

 

Leia Mais